A Itália é conhecida por sua rica história, arte e culinária, encanta visitantes de todo o mundo com suas belezas que se espalham por todas as cidades do país. Entre essas, destaca-se Milão.

Conhecida por sua elegância discreta, Milão oferece aos seus habitantes e visitantes uma experiência única de estilo de vida. A gastronomia refinada, cafés charmosos e boutiques exclusivas são apenas alguns elementos que contribuem para a sofisticação da cidade. 

A qualidade de vida, aliada à diversidade cultural e à atitude empreendedora, faz de Milão um destino que atrai pessoas de todas as partes do mundo.

Onde fica Milão? 

Milão se situa na região da Lombardia, na parte superior da Itália. Lombardia é uma das regiões mais populosas do país, desempenhando um papel significativo tanto em termos econômicos quanto culturais.

A região é caracterizada por uma diversidade de paisagens que vão desde as planícies férteis do vale do rio Pó até as áreas montanhosas ao norte, com os Alpes. Milão está situada na parte sul da Lombardia, sendo favorável a atividades agrícolas e urbanização.

A cidade é atravessada por vários cursos d’água, incluindo o rio Olona, embora o rio mais significativo seja o Pó, que flui ao sul de Milão. A proximidade do Pó desempenhou um papel vital no desenvolvimento da região, contribuindo para o comércio e o transporte.

Seguro Viagem para Europa por 7 dias:

Como chegar em Milão?

As opções de transporte variam, oferecendo aos viajantes diversas alternativas para chegar à metrópole da Lombardia.

Para os brasileiros, o voo direto operado pela LATAM saindo de São Paulo é uma opção. No entanto, para aqueles que residem em outras cidades do Brasil, é necessário voar até São Paulo para acessar esse voo direto. 

Outra alternativa é explorar voos com escalas em cidades europeias, ampliando as opções de partida.

Para quem valoriza uma experiência mais tranquila e deseja explorar a paisagem italiana, os trens oferecem uma excelente opção. Com tempos de trajeto de duas horas a partir de Veneza e três horas de Roma, o transporte ferroviário proporciona uma alternativa eficiente.

Entretanto, é importante destacar que, para aqueles que viajam de outras partes da Europa, a opção de trem pode não ser a mais prática em termos de preço e tempo. 

Por outro lado, viajar de ônibus de algumas cidades europeias para Milão pode se revelar uma jornada longa. Com trajetos que chegam a 27 horas saindo de Madrid e 17 horas partindo de Barcelona, essa opção é para quem quer economizar.

Qual a melhor época para visitar Milão?

Se você aprecia calor intenso e promoções nas lojas, julho pode ser uma opção, embora seja importante estar preparado para temperaturas elevadas.

Para aqueles que preferem climas mais amenos, junho e setembro são opções. 

Por outro lado, se você gosta de inverno e está preparado para temperaturas mais baixas, o período de dezembro a março pode ser considerado.

Milão no inverno

O inverno começa no final de dezembro, marcado por temperaturas mais baixas e dias mais curtos. Essa temporada cria um cenário especial que convida os visitantes a descobrirem Milão de uma perspectiva diferente.

Para aproveitar os dias frios, uma excelente opção é explorar os museus e galerias de arte da cidade. Além de oferecerem abrigo contra o frio, esses locais proporcionam momentos de contemplação diante de obras de arte lindas e historicamente significativas. 

A atmosfera gelada adiciona um charme especial aos monumentos e praças, e às igrejas.

As lojas, que por si só são consideradas pontos turísticos, começam a lançar promoções atrativas em dezembro. 

O que conhecer em Milão?

Descobrir Milão é mergulhar em uma jornada de descobertas nos  pontos turísticos convencionais, proporcionando uma visão autêntica desta joia italiana.

Catedral de Milão

O que fazer em Milão

A Catedral de Milão, conhecida como “Duomo di Milano”, é um dos marcos mais emblemáticos e impressionantes da cidade. 

Iniciada em 1386 e concluída apenas em 1965, a construção da catedral levou séculos, resultando em uma obra-prima de estilo gótico.

A fachada possui inúmeras estátuas e detalhes esculpidos, enquanto o interior da catedral é igualmente magnífico, apresentando impressionantes vitrais, altares ricamente decorados e uma atmosfera que evoca um profundo senso de reverência. 

Preze por sua segurança

Viajar é uma experiência enriquecedora, mas garantir a sua segurança durante a jornada é fundamental para desfrutar plenamente da aventura. 

Sendo assim, o Melhor Seguro se destaca por oferecer uma variedade de planos adaptados a diferentes tipos de viagens. 

A plataforma permite que os viajantes comparem diversas opções de seguros, considerando coberturas, limites e preços, para encontrar a solução que melhor se alinha com suas expectativas e exigências específicas.

Galeria Vittorio Emanuele II

O que fazer em Milão

Batizada em homenagem ao primeiro rei da Itália unificada, Vittorio Emanuele II, a galeria é um testemunho da grandiosidade e elegância da cidade.

Construída entre 1865 e 1877 pelo arquiteto Giuseppe Mengoni, a Galeria Vittorio Emanuele II é uma jóia do estilo arquitetônico do século XIX, caracterizada por uma esplêndida cúpula de ferro e vidro. 

Ela conecta duas das principais praças de Milão, a Piazza del Duomo e a Piazza della Scala, estabelecendo-se como um ponto de encontro para moradores locais e visitantes de todo o mundo.

Teatro alla Scalla

O que fazer em Milão

Comumente chamado de La Scala, este é um dos teatros de ópera mais prestigiados globalmente. Localizado no coração de Milão, este ícone cultural tem uma história rica que remonta à sua inauguração em 1778.

O teatro é famoso por sua acústica impecável e por ter sido palco de estreias de algumas das óperas mais importantes da história, como “Norma” de Vincenzo Bellini e “Otello” e “Falstaff” de Giuseppe Verdi. 

A temporada do Teatro alla Scala geralmente se estende de dezembro a maio, e conseguir ingressos para uma apresentação é bem difícil e concorrido.

Parque Sempione

O parque foi projetado no final do século 19 por Emilio Alemagna, e seu nome faz referência à área onde se acredita que tenha ocorrido uma antiga batalha (Campo Marzio Sempione). 

Entre os destaques do Parco Sempione está o Arco della Pace (Arco da Paz), um monumento com arquitetura neoclássica, na entrada do parque. 

Ao longo do parque, esculturas artísticas e elementos arquitetônicos são exibidos, tornando a caminhada também uma experiência cultural.

Arco da Paz

O que fazer em Milão

O Arco da Paz, conhecido como “Arco della Pace” em italiano, foi construído no início do século XIX.

A construção do Arco della Pace começou sob o comando de Napoleão Bonaparte como parte de seu plano para criar uma “Porta Sempione” em homenagem às suas vitórias. 

No entanto, com a queda de Napoleão, a conclusão da estrutura foi supervisionada pelo arquiteto Luigi Cagnola, sendo finalmente inaugurada em 1838.

A parte superior da estrutura possui uma carruagem puxada por seis cavalos com asas, que simbolizam a paz.

Piazza Del Duomo

O que fazer em Milão

Este espaço é o ponto principal do centro histórico de Milão e uma atração imperdível para quem quer explorar a riqueza cultural e arquitetônica da metrópole italiana.

No centro dessa praça, encontra-se a Catedral de Milão, conhecida localmente como “Duomo di Milano”. Ao lado da catedral, encontra-se a Galleria Vittorio Emanuele II.

Além disso, a Torre Velasca e o Palácio Real estão nas proximidades, contribuindo para a riqueza histórica da área. 

Igreja Santa Maria Della Grazie

Essa igreja é conhecida mundialmente por abrigar uma das maiores obras-primas da arte renascentista, “A Última Ceia” (Cenacolo) de Leonardo da Vinci. Esta igreja e convento dominicano são um Patrimônio Mundial da UNESCO.

A Última Ceia ocupa toda a parede do refeitório do convento, e sua preservação ao longo dos séculos é um testemunho da habilidade técnica e inovação de Leonardo. As visitas ao Cenacolo requerem reservas antecipadas.

Castello Sforzesco

O que fazer em Milão

Construído no século XV pelo Duque Francesco Sforza, o castelo passou por várias transformações ao longo dos séculos, tornando-se um dos pontos turísticos mais significativos da região.

O portão de entrada, conhecido como Torre del Filarete, já é uma obra de arte em si.

Dentro do Castello Sforzesco, os visitantes podem explorar obras de artistas renomados como Michelangelo e Bellini, e o Museu de Arte Antiga, que exibe uma vasta coleção de esculturas e artefatos históricos.

Pinacoteca de Brera

A Pinacoteca di Brera, localizada no bairro de Brera em Milão, é uma galeria de arte renomada que abriga uma coleção de pinturas e esculturas, destacando-se como uma das principais da cidade. 

A coleção abrange obras desde o século XIV até o século XX. Destacam-se pinturas de artistas renomados como Piero della Francesca, Caravaggio, Raphael, Tintoretto e Bellini.

Um dos principais itens da coleção é a “Cristo Morto” (Cristo Morto) de Andrea Mantegna, uma obra-prima renascentista bem famosa mundialmente. 

Outras obras-primas incluem “O Casamento da Virgem” de Raphael e “O Beijo” de Francesco Hayez.

Canais Navigli

O que fazer em Milão

Os Navigli são formados por uma rede de canais artificiais que foram construídos ao longo dos séculos para melhorar o transporte de mercadorias, especialmente para a indústria de mármores. 

Embora a maioria dos canais originais tenha sido coberta ao longo do tempo, dois principais canais, Naviglio Grande e Naviglio Pavese, ainda funcionam e são agora centros de atividade e cultura.

Onde se hospedar em Milão?

Milão oferece uma ampla variedade de opções de hospedagem para atender a diversos orçamentos e preferências:

  • Armani Hotel Milano: Localizado no distrito da moda, este hotel cinco estrelas oferece elegância contemporânea, design de alta qualidade e serviço excepcional;
  • Bulgari Hotel Milano: Situado em um antigo edifício milanês, este hotel de luxo combina charme histórico com instalações modernas e um belo jardim privativo;
  • Château Monfort: Este hotel boutique de cinco estrelas oferece uma experiência única, inspirada em contos de fadas, com quartos decorados de maneira extravagante e um restaurante renomado;
  • Senato Hotel Milano: Localizado perto da Piazza della Scala, este hotel boutique encanta com seu design elegante e atmosfera acolhedora;
  • NYX Hotel Milan: Um hotel moderno com design contemporâneo, localizado perto da Estação Central de Milão, oferecendo conforto a um preço acessível;
  • 43 Station Hotel: Próximo à estação ferroviária, este hotel de categoria média oferece quartos confortáveis e uma localização conveniente para explorar a cidade;
  • Ostello Bello: Um hostel popular com uma atmosfera amigável, localizado perto do Duomo. Oferece quartos compartilhados e privativos, além de atividades sociais para os hóspedes;
  • MEININGER Milano Lambrate: Situado na área de Lambrate, este hostel moderno oferece acomodações acessíveis e uma atmosfera descontraída;
  • Brera Apartments: Oferece apartamentos mobiliados na charmosa área de Brera, proporcionando uma experiência mais independente para os hóspedes;
  • Hotel Gran Duca di York: Uma pousada acolhedora no coração de Milão, com quartos encantadores e uma localização conveniente para explorar o centro histórico.

Melhor transporte para conhecer Milão

Para explorar Milão da maneira mais eficiente, o metrô da cidade é uma escolha popular entre os moradores e turistas. Com quatro linhas que abrangem diversas áreas, o metrô oferece rapidez, facilitando a visita aos principais pontos turísticos.

Além do metrô, o sistema de ônibus é uma alternativa para se deslocar por Milão. Essa extensa rede cobre áreas não atendidas pelo metrô e proporciona uma visão mais abrangente da cidade durante o trajeto. 

A cidade também promove uma abordagem amiga das bicicletas, com sistemas de compartilhamento de bicicletas e scooters elétricos.

Gastronomia

Conhecida por sua sofisticação e apreço por ingredientes de alta qualidade, a culinária milanês combina tradição e inovação de maneira harmoniosa.

Um prato característico de Milão é o Risotto alla Milanese, um risoto cremoso e amarelado, preparado com açafrão. Este prato é muitas vezes acompanhado por ossobuco, um cozido de carne de vitela servido com um molho rico.

Outra especialidade é o Cotoletta alla Milanese, uma versão italiana da milanesa. Este prato consiste em carne de vitela empanada e frita, servida muitas vezes com uma fatia de limão. 

Milão é também famosa pelos seus queijos, especialmente o gorgonzola, que pode ser degustado em diversas preparações, desde aperitivos até risotos. 

Para os apreciadores de doces, não pode faltar uma visita a uma tradicional pasticceria para provar o Panettone, um bolo de Natal recheado com frutas cristalizadas e passas. 

Fique seguro em Milão

Com o Melhor Seguro, o processo de contratação é descomplicado e acessível. Basta acessar nosso site amigável, inserir seus dados e obter uma cobertura personalizada em questão de minutos.

Sabemos que Milão é apenas o começo da sua jornada. Com o Melhor Seguro, você está coberto não apenas na cidade da moda, mas em todo o mundo. 

Conheça a cidade da moda e das compras!

O que você achou do texto? Milão é uma experiência única de história e compras. Não pense duas vezes, planeje-se!

Veja Também:

Taggeado em: