Já imaginou passar suas férias em um lugar que mistura praias, história, cultura e diversas paisagens naturais? Malta é uma dica de destino ideal para você!

Situada no coração do Mediterrâneo, esse país europeu, também chamado de Ilhas Maltesas, acolhe visitantes de todo o mundo que buscam conhecer cidades históricas e locais cheios de atividades ao ar livre.

Neste conteúdo, você vai descobrir mais sobre onde fica Malta, o que fazer por lá, quanto tempo dedicar à sua visita, como se locomover na ilha e quais são as opções de hospedagem.

Onde fica Malta?

Malta fica no Mar Mediterrâneo, em uma ilha no sul do território europeu. Localizada a mais ou menos 80 km ao sul da Sicília, Itália, e 284 km a nordeste da Tunísia, as ilhas Maltesas são um arquipélago composto por três ilhas principais, que são:

  • Malta;
  • Gozo;
  • Comino.

Por ter uma localização tão estratégica, Malta desempenha um papel fundamental na história da ilha, reunindo as influências de diversas culturas ao longo dos anos.

Como chegar em Malta?

Para ir do Brasil até Malta, não há voos diretos, então vale a pena procurar opções com menos escalas para não passar tanto tempo nos aviões. 

Na ilha, há um único aeroporto local, que fica na cidade de Luqa e se chama Aeroporto Internacional de Malta (MLA), situado a 8 km da capital, Valletta.

Já se você quiser ir para a Ilha de Malta, estando na Itália, é possível pegar um barco e atravessar esses territórios a partir do sul da Sicília. Estando em algum outro ponto da Europa, há a opção de voos diretos.

Seguro viagem para Europa por 7 dias:

Qual é a melhor época para visitar Malta?

Essa região é muito conhecida por ter um clima mediterrâneo, oferecendo verões quentes e secos e invernos mais suaves. As melhores épocas para visitar Malta, quando há temperaturas mais amenas e uma quantidade menor de turistas, são:

  • durante a primavera, de março a maio;
  • durante o outono, de setembro a novembro.

Durante essas estações, você consegue aproveitar mais as praias, visitar os locais históricos e participar de festivais culturais, desfrutando de um clima agradável para fazer seus passeios.

Quantos dias são necessários para visitar Malta?

Apesar desse país ser uma ilha relativamente pequena, é possível conhecer muitos lugares e fazer bastante coisa por lá. Se você deseja aproveitar ao máximo sua visita às Ilhas Maltesas, é indicado separar entre 5 e 7 dias, a fim de descobrir as principais atrações do lugar.

Além de conhecer mais os pontos turísticos de Malta, esse período de uma semana permite que você consiga fazer também uma viagem a Gozo, que é a segunda maior ilha de lá.

Além de pensar na quantidade de dias que você vai se hospedar nesta ilha, é importante também contratar um bom seguro viagem.

Viaje para Malta com o Melhor Seguro

O Melhor Seguro é uma plataforma online que ajuda você a comparar os valores e as vantagens de planos e coberturas das melhores seguradoras, garantindo uma viagem mais tranquila e econômica.

Como se locomover em Malta?

Para se deslocar de um lugar a outro em Malta, há várias opções de transporte disponíveis, entre eles:

  • ônibus, que possui mais de 80 linhas e cobre toda a ilha: você pode comprar bilhetes com o motorista ou garantir um cartão de transporte para viagens ilimitadas durante o período que ficar por lá;
  • ferry boat: outra opção de transporte com passagens acessíveis que permite a contemplação de várias paisagens até chegar ao local de destino;
  • bicicleta: lá em Malta há o serviço de compartilhamento de bicicletas, chamado de NextBike, que é uma plataforma para alugar bicicletas de forma mais fácil, econômica e rápida;
  • compartilhamento de carros: nas Ilhas Maltesas também há o serviço chamado de GoTo, onde é possível alugar carros com mais facilidade, por meio do cadastro no aplicativo.

Além do GoTo, também há a opção de alugar um carro fora da plataforma, o que proporciona comodidade e mais flexibilidade para explorar a ilha por conta própria.

Porém, esteja ciente de que as estradas em Malta são estreitas e muitas vezes cheias de curvas.

Em Malta, você não vai encontrar Uber, mas há outros serviços de viagem de carro por aplicativo na ilha: Bonju, eCabs e Bolt, é só baixar os aplicativos e se registrar.

Hospedagem em Malta

Em Malta, o que não falta é uma boa variedade de opções para você se hospedar por lá, atendendo a todos os perfis de viajantes e orçamentos disponíveis.

Valletta, Sliema e St. Julian’s são algumas das áreas populares para se hospedar, pois estão próximas de muitas atrações turísticas e têm uma variedade de opções de restaurantes e vida noturna.

O que não deixar de fazer em Malta?

Agora que você já sabe como chegar em Malta, qual o melhor período para visitar esse país, quantos dias são indicados para aproveitar a viagem e como se locomover por lá, é essencial saber o que deve fazer parte do seu roteiro.

Visitar Cittadella em Gozo

 Malta: melhores praias e mais

Você pode iniciar seu percurso pela ilha de Gozo visitando a Cittadella, que é um marco histórico do país. 

Por lá você consegue ter vistas especiais de toda a ilha, passear pelas ruas estreitas e contemplar a arquitetura medieval. Uma dica imperdível é visitar a Catedral de Gozo, que é como uma obra de arte.

Visitar Valletta

 Malta: melhores praias e mais

Valletta é uma cidade cheia de história e é a capital de Malta. Por lá, é possível conhecer os edifícios barrocos e renascentistas no centro histórico, além de visitar a Catedral de São João e o Palácio do Grão-Mestre.

Conhecer as três cidades de Malta

 Malta: melhores praias e mais

A Vittoriosa, a Senglea e a Cospicua são as Três Cidades de Malta, sendo um destino fundamental para quem ama história. Essas cidades possibilitam um conhecimento mais detalhado sobre o passado histórico de Malta. 

Vale a pena passear pelos museus locais e desfrutar uma boa refeição em um dos restaurantes à beira-mar.

Cidade Medieval de Mdina

A Mdina, também chamada de “A Cidade Silenciosa”, é uma cidade medieval bastante preservada, tendo sido construída com paredes de pedra e ruas estreitas.

Passear pelas ruas de lá é como voltar no tempo e, se você ama história, esse destino deve estar no seu roteiro. 

Vale muito a pena conhecer, por lá, a Catedral de São Paulo e a vista do topo das muralhas da cidade.

Melhores praias de Malta 

É claro que não poderíamos falar das Ilhas Maltesas sem falar das belas praias que podem ser encontradas por lá, não é mesmo?

Malta, uma ilha que fica no coração do Mar Mediterrâneo, é famosa principalmente por suas águas cristalinas e praias únicas. Então é importante saber quais são as melhores praias que devem estar no seu roteiro ao visitar esse país.

Blue Lagoon

 Malta: melhores praias e mais

Situada na ilha de Comino, a Blue Lagoon é uma das mais conhecidas por ter uma água azul-turquesa perfeita para nadar, fazer mergulhos e praticar snorkeling. 

Além de ondas belíssimas, a praia é rodeada por falésias rochosas, o que deixa tudo ainda mais bonito. Para chegar à Blue Lagoon, você pode pegar um barco a partir de Malta ou Comino.

Ghajn Tuffieha

 Malta: melhores praias e mais

Reconhecida por ser uma praia de areia dourada e águas cristalinas, a Ghajn Tuffieha é uma ótima opção de passeio para você que deseja fazer caminhadas, conhecer a vegetação do lugar e apreciar a vista panorâmica lá do alto das falésias.

O pôr do sol em Ghajn Tuffieha é realmente espetacular e uma experiência que não deve ser perdida.

Golden Bay

 Malta: melhores praias e mais

Essa praia também é bastante popular em Malta, sendo uma opção legal para famílias, por ter uma boa infraestrutura para esportes aquáticos, restaurantes e bares.

É o lugar perfeito para passar um dia relaxando ao sol, construindo castelos de areia com as crianças ou praticando esportes aquáticos, como jet ski ou parasailing. Durante o verão, você pode até desfrutar de música ao vivo e festas na praia.

Paradise Bay

 Malta: melhores praias e mais

O próprio nome Paradise Bay já denuncia: essa praia é um paraíso mesmo, sendo envolta por falésias rochosas, águas calmas e rasas, além de atrativos para crianças nas redondezas.

Além de desfrutar da praia, você também pode explorar as trilhas ao redor da área e apreciar a beleza natural da região.

Coisas para fazer em Malta com crianças

Se você vai viajar com os pequenos e está em dúvida se Malta é uma boa opção para partir em família, saiba que é a escolha ideal. Isso porque Malta, além de oferecer ótimos lugares para fazer registros inesquecíveis, também oferece muitas opções bacanas de lazer para as crianças. 

Visitar o aquário nacional de Malta

O Aquário Nacional de Malta, localizado em Qawra, é uma atração popular para famílias. As crianças podem se maravilhar com uma variedade de espécies marinhas, incluindo tartarugas, peixes tropicais e tubarões. 

Além disso, pode passear pelos túneis subaquáticos e ter uma visão panorâmica dos animais nadando ao seu redor. O aquário também oferece experiências interativas, como alimentar os peixes e mergulhar com os tubarões.

Popeye Village (Vila Popeye)

A Popeye Village, localizada na ilha de Malta, é uma vila temática baseada no filme Popeye, de 1980. 

As crianças podem explorar as casas coloridas, assistir a espetáculos teatrais e até mesmo encontrar personagens do filme. Há também atividades divertidas, como passeios de barco e mini-golfe.

A vila é uma atração turística, onde você pode explorar os estúdios de filmagem originais, assistir a shows ao vivo e participar de atividades divertidas para toda a família. 

A Popeye Village também oferece uma praia pitoresca onde você pode relaxar e desfrutar das águas cristalinas de Malta.

Curiosidades e dicas sobre Malta

Algumas das principais curiosidades e dicas sobre Malta, para você que deseja conhecer mais este país antes de comprar sua passagem, são:

  • Malta tem uma área de apenas 316 km², sendo considerado um dos menores países do planeta;
  • A ilha de Malta tem um dos índices de densidade populacional mais altos do mundo;
  • A língua oficial de Malta é o maltês, mas a língua inglesa também é muito usada no dia a dia;
  • Malta tem uma rica história, com vestígios de civilizações antigas, como os templos megalíticos de Tarxien e Ħaġar Qim;
  • A cozinha maltesa é uma mistura de influências mediterrâneas e árabes, com pratos tradicionais como pastizzi (salgados recheados) e fenkata (coelho cozido);
  • Os ônibus em Malta são pintados com cores vibrantes e apresentam decorações únicas, tornando-os uma parte icônica da cultura local;
  • Malta é um destino seguro para os viajantes, com índices de criminalidade relativamente baixos e um sistema de saúde bem desenvolvido.

O que comer em Malta?

Além de ser muito conhecida por sua história, paisagens e praias, Malta também atrai a admiração de visitantes do mundo todo por sua culinária, que tem influência mediterrânea, árabe e britânica.

Pastizzi

Se você quer experimentar os sabores que Malta oferece, vale a pena começar pelos pastizzi, que são salgados recheados em forma de triângulo e massa folhada crocante. 

Normalmente são recheados com ricota ou purê de ervilhas, mas também podem ter recheio de carne. Os pastizzi são opções populares de lanchinhos rápidos ou complementos de café da manhã, podendo ser encontrados em padarias e cafés na ilha.

Fenkata

Para quem ama comer pratos com carne, a fenkata é um prato excelente, feito com coelho cozido e marinado em vinho tinto.

Essa carne é temperada com alho, ervas e especiarias antes de ser cozida lentamente até que fique mais macia e suculenta. Esse prato costuma ser servido com batatas assadas e legumes, sendo uma refeição farta que reflete a herança gastronômica de Malta.

Ftira

Já para quem ama pães e sanduíches, uma boa escolha é a ftira, que é um sanduíche feito com massa macia e crocante, com atum, tomate, cebola, azeitonas e queijo maltes. 

As ftiras podem servir como lanche ou almoço rápido, sendo encontradas principalmente em padarias e lanchonetes.

Queijo Gbejniet

Atenção, amantes de queijo: em Malta, há o queijo Gbejniet, que é um queijo de cabra ou ovelha tradicional de lá. 

Ele é utilizado principalmente em uma típica receita de sopa e em várias outras refeições, podendo ser servido em fatias redondas.

Pastilla

Com forte influência da culinária árabe, a pastilla é um docinho tradicional feito com massa filo crocante e recheado com uma mistura de amêndoas, açúcar, canela e água de rosas. 

É uma sobremesa perfeita para depois de uma refeição ou para acompanhar uma xícara de café ou de chá.

Muito bom saber a diversidade de refeições que há por lá, além das paisagens que você pode conhecer, não é? Para deixar sua viagem para Malta ainda melhor, garantindo mais tranquilidade e segurança, é fundamental contratar um seguro viagem.

Viaje para Malta com o Melhor Seguro

O Melhor Seguro é um site que ajuda você a encontrar as melhores opções de seguro viagem, a fim de oferecer mais proteção para a sua saúde e ao seu bolso.

Veja Também:

Taggeado em: